Central de
Atendimentos:
3018.3100

Destaques

Plástica Ocular

Consiste em cirurgias que corrigem as alterações mais freqüentes do posicionamento das pálpebras.

Indicações:
- Ptose: Queda da pálpebra superior, podendo ser uni ou bilateral. Esta imperfeição pode ter sido causada por diferentes motivos, como por exemplo: senil, traumática, pós-cirúrgica, etc. As técnicas cirúrgicas para correção do problema, consistem em procedimentos simples, não invasivos como, por exemplo: elevação do músculo frontal ou encurtamento do músculo elevador da pálpebra superior, ou outras técnicas, todas com rápido pós-operatório.
- Ectrópio: Consiste na eversão da pálpebra gerando diminuição da drenagem da lágrima. O tratamento varia de acordo com a causa do problema, podendo ser tratado clínico ou cirurgicamente.Da mesma forma, as técnicas cirúrgicas, consistem em procedimentos simples, não invasivos, com rápido pós-operatório.
- Entrópio: Consiste na inversão da pálpebra (superior ou inferior), levando a uma sensação de olhos secos. A correção é cirúrgica.
-Blefaroplastia ou Plástica das pálpebras
A cirurgia realizada nas pálpebras é um dos procedimentos mais realizados em cirurgia plástica. Consiste na correção cirúrgica do excesso da pele e das bolsas de gordura nas pálpebras, que dão um ar envelhecido ao paciente. Em geral, começam a aparecer por volta dos 30 anos, mas há pessoas cuja predisposição hereditária favorece seu aparecimento precoce. É importante o paciente saber que o efeito da plástica de pálpebra é localizado, e não proporciona o rejuvenescimento do rosto. Isto só será possível se blefaroplastia for realizada em associação com outras técnicas, como o lifting, por exemplo, cujo objetivo é eliminar as rugas. Na plástica de pálpebras a cicatrizes são praticamente imperceptíveis. Após a total cicatrização, o que ocorre por volta do terceiro mês, elas ficam praticamente escondidas entre os sulcos naturais da pele. Antes disso, podem ser disfarçadas por maquiagem.